Como uma pessoa desenvolve transtorno de ansiedade?

É comum falar sobre os sintomas de estresse, da depressão e da ansiedade. Porém, algo pouco debatido é como uma pessoa desenvolve transtorno de ansiedade. Entenda mais sobre as causas que prejudicam a saúde emocional e mental.

Nenhum distúrbio nasce sem motivos ou tem sintomas aleatórios. Existem razões que desencadeiam pensamentos e sentimentos até que eles se tornem um transtorno. Saiba mais com a leitura do artigo.

Quais são os tipos de transtornos de ansiedade?

Um distúrbio é caracterizado por atitudes e padrões de pensamento que não são os adequados. Ou seja, esses comportamentos impedem que a pessoa tenha uma vida saudável e feliz.

Diferentemente da crença comum, não existe apenas um transtorno de ansiedade. Há classificações dos distúrbios de uma pessoa ansiosa, podendo ser citados:

  • transtorno de ansiedade generalizada (TAG);
  • transtorno obsessivo- compulsivo (TOC);
  • transtorno de estresse pós-traumático (TEPT);
  • transtorno do pânico;
  • fobia específica;
  • fobia social etc.

A pessoa pode apresentar mais de uma dessas dificuldades ao mesmo tempo. Apenas o psiquiatra pode fazer o diagnóstico desses males e recomendar o medicamento correto.

Casos mais leves podem ser tratados com psicoterapia (com o psicólogo) e complementados com um suplemento natural contra a ansiedade, por exemplo. Independentemente do método escolhido, o mais importante é cuidar da saúde.

Como uma pessoa desenvolve transtorno de ansiedade?

Depois de saber que essa dificuldade possui várias ramificações ainda ficam as dúvidas: como uma pessoa desenvolve transtorno de ansiedade? O que ocorre com a mente e com o cérebro para que um distúrbio apareça?

Veja quais são os fatores de predisposição para as crises de ansiedade.

Genética

 

Determinados transtornos aparecem devido à genética do paciente. Se alguém na família apresentou um problema psicológico, há maiores chances que parentes próximos desenvolvam também. Porém, não é uma regra, e sim um fator de risco.

Em geral, isso ocorre com mais frequência com transtornos como: hiperatividade, autismo, transtorno bipolar, esquizofrenia e depressão. Contudo, apenas essa situação não é o suficiente para desenvolver ansiedade, há diversos fatores que são diferentes para cada pessoa.  

Trauma

 

Eventos ocorridos na infância, como abusos, maus tratos ou violência podem levar a um transtorno futuro. Não há uma fase determinada para as sequelas aparecerem, porém esses episódios traumáticos podem ser a fonte das crises de ansiedade.

Os acontecimentos difíceis na juventude ficam gravados no inconsciente. Dessa forma, podem surgir no consciente em qualquer idade ou situação complicada. Assim, o transtorno de ansiedade começa o seu desenvolvimento.

Fatores ambientais

 

O ambiente social em que a pessoa vive pode ser uma das razões de sua ansiedade. Padrões de beleza, para exemplificar, podem originar transtornos alimentares sérios, em especial com os jovens.

Uma família tóxica ou um local de trabalho nocivo podem ser motivo dos transtornos de ansiedade. Outros fatores incluem ainda a perda de um ente querido, abuso de álcool e rompimentos, como um divórcio.

Em geral, essas 3 formas são as mais comuns que explicam como uma pessoa desenvolve transtorno de ansiedade. Logo, um mal psicológico pode vir do passado, do histórico familiar e do estilo de vida.

Caso detecte algum problema de ansiedade, busque ajuda com o psicólogo. Se for o caso, ele pode fazer o encaminhamento ao psiquiatra, pois apenas o segundo poderá receitar remédios.

Para complementar seu tratamento uma opção é utilizar os suplementos naturais contra a ansiedade. Eles ajudam a regular o humor, sem causar dependência ou efeitos colaterais. Faça o teste por 30 dias, se não notar melhoras, peça seu dinheiro de volta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *